Escolha uma Página

Galaxy S10: A parceria entre Samsung e Qualcomm deve se aprofundar um pouco mais, segundo informações do taiwanês ETNews. Em reportagem, o site indica que a fabricante sul-coreana, que já utiliza os processadores Snapdragon para seus smartphones, deve inaugurar a terceira geração do sensor ultrassônico de digitais da empresa norte-americana no Samsung Galaxy S10 — próximo flagship da empresa, ainda sem previsão de lançamento.

A Qualcomm inaugurou a sua tecnologia leitura ultrassônica de impressões digitais em 2015 e vem liberando atualizações constantes desde então. A ideia, segundo informações da mídia taiwanesa, é que o sensor fique posicionado na traseira do aparelho, tal qual vemos nos smartphones atuais. Contudo, por ser um leitor 3D, sua identificação de digitais é muito mais precisa, “lendo” até mesmo porosidades da pele por onde escapa o suor.

As informações do site são relativamente coerentes com outros rumores norteando o Galaxy S10. Informações da mídia internacional dizem que o modelo de entrada usará um leitor mais barato, desenvolvido pela própria Samsung, ao passo que o leitor da Qualcomm deve contemplar o modelo top de linha.

Um pouco sobre a Samsung: 

Samsung Electronics Co., Ltd., ou simplesmente Samsung, é uma corporação transnacional que atua em diversos ramos da área de tecnologia da informação com sede em Seul, Coreia do Sul. Em 2017, o faturamento da Samsung foi de USD 223,36bilhões, correspondente a 19,6% do PIB da Coreia do Sul.

A corporação é dirigida há tudo começou na década de 60 na gerações por uma das mais ricas famílias do mundo, atualmente encabeçada por Lee Kun-Hee , o terceiro filho do fundador, Lee Byung-Chul. A Samsung é reconhecida como a mais prestigiosa firma da Coreia do Sul, atraindo e tendo em seus funcionários muitas das pessoas mais inteligentes e talentosas do país, com 25% dos seus empregados com grau de doutoramento ou equivalente.

A Samsung foi fundada por Lee Byung-chul em 1938 como uma companhia de troca. Por três décadas, o grupo se diversificou em áreas como processamento de comida, têxtil, seguros, segurança e varejo. A Samsung entrou na indústria eletrônica nos anos 1960 e na construção, inclusive de navios, por volta dos anos 70; essas áreas liderariam o crescimento subsequente. Após a morte de Lee em 1987, Samsung foi separada em quatro grupos de negócios: Samsung Group, Shinsegae Group, CJ Group e Hansol Group.