Escolha uma Página

Principais melhorias da nova versão do WPA incluem criptografia individualizada de dados; Segundo Wi-Fi Alliance, WPA3 será entregue aos poucos até o próximo ano


Lá se vão dez anos desde que dispositivos Wi-Fi recorrem ao mesmo protocolo de segurança WPA2. Mas esse cenário começa a mudar com a Wi-Fi Alliance dando início a certificação de produtos que suportam o novo WPA3.  

As principais melhorias da nova versão do WPA incluem criptografia individualizada de dados, para que os hackers de olho em redes públicas de Wi-Fi encontrem mais dificuldades para espionar as suas comunicações wireless. Mais importante, o WPA3 também reforça a interação com a rede quando uma senha é digitada, avisando ao hotspot ou roteador que alguém está tentando descobrir a sua senha e habilitando limites a serem colocados no número de tentativas.

Em resumo, sem essas proteções, os invasores podem simplesmente ficar testando senhas comuns, como “123456”, até que o hotpost ou roteador liberasse o acesso. Mas com o WPA3, o roteador pode ser configurado para restringir o acesso ou até notificar se um criminoso, ou digamos, um vizinho espertinho, está tentando acessar a sua rede.

O WPA3 também conta com um pacote de segurança de 192-bit, alinhado com o pacote Commercial National Security Algorithm (CNSA) do the Committee on National Security Systems, para ajudar a proteger redes do governo e outras redes verificadas, segundo a Wi-Fi Alliance.

O que muda na sua casa 

Mas para ter acesso às atualizações do WPA3, você terá de comprar um novo roteador que suporta o padrão em questão – ou esperar para que o seu atual acrescente suporte para tal. O mesmo se dará para todos os gadgets que você possui – sim, você terá de comprar novos que suportam o WPA3. A boa notícia é que dispositivos que suportam o WPA3 ainda serão capazes de conectar com aqueles que utilizam WPA2.

Dada essas condições, vale lembrar que a atualização do WPA2 para o WPA3 não acontecerá da noite para o dia. A Wi-Fi Alliance espera que o lançamento do WPA3 aumente no próximo ano. E, por enquanto, ele não será obrigatório em novos produtos. Mas a próxima geração de Wi-Fi em si – a 802.11ax – também está começando a aparecer e deve atingir a adoção em massa no final de 2019.

A Wi-Fi Alliance acredita que, à medida que a adoção cresça, o WPA3 acabará se tornando um requisito para que um dispositivo seja considerado com certificação Wi-Fi.