Serviço de streaming da Disney deve ser mais barato que a Netflix

Serviço de streaming da Disney deve ser mais barato que a Netflix

Em agosto do ano passado, a Disney pegou a Netflix de surpresa ao anunciar que criaria seu próprio serviço de streaming, encerrando uma parceria para distribuição de conteúdo que já durava alguns anos. Agora a nova plataforma começa a ganhar forma para ser lançada no ano que vem.

Segundo a Variety, o novo serviço se chamará Disney Play, e a estratégia para conquistar o público, a princípio, é bem clara: preço baixo e apostar nas franquias consagradas comandadas pela empresa.

A Disney controla as produções da Marvel, da Pixar e ainda detém os direitos da marca Star Wars, o que será o grande diferencial da companhia. A aquisição da Fox também tende a rechear o catálogo com produções de alto calibre.

No entanto, a empresa ainda não imagina competir com a Netflix no volume de conteúdo, o que explica a necessidade de oferecer o serviço a um preço mais baixo. Nos EUA, o preço da Netflix varia entre US$ 8 e US$ 14; segundo a publicação, a meta do CEO da Disney Bob Iger é manter o custo do Disney Play abaixo disso.

A decisão da Disney de abandonar a Netflix em favor de um serviço próprio é reflexo de uma tendência no mercado de streaming. Empresas que sempre dominaram a produção audiovisual viram o setor tecnológico começar a pisar no seu território e ganhar protagonismo na indústria do entretenimento. Isso tem motivado a criação de plataformas próprias, que teoricamente seriam mais rentáveis do que apenas receber uma fração do lucro de outra empresa. Sabendo disso, a Netflix já tem apostado pesado em produções próprias, que ganham cada vez mais destaque no catálogo.

Gostou do post? Quer ficar por dentro de tudo que rola no mundo tech? Se inscreva-se logo abaixo!!